Novas entrevistas a David Heyman

Em nova entrevista ao The Telegraph, David Heyman falou sobre a série em que trabalhou durante 10 anos, os actores da mesma e a mulher que criou tudo, J.K. Rowling.

Abaixo um fragmento dessa mesma entrevista:

" Se alguém me perguntar o que J.K. Rowling quer fazer com Harry Potter, eu não faço a mínima ideia, mas não me surpreenderia se ela fizesse algo relaccionado com 'Quidditch Through The Ages'. Mas eu não consigo imaginar Harry a ser um corrector da bolsa aos 35 anos. Isso realmente não parece coisa de Harry Potter.

Em relação a HP7: Parte 2, vai ser emocionante para todos nós quando terminar, sem margem para dúvidas. Está lá, o fim está próximo, mas eu não acho que o impacto total tem… acho que estamos todos bastante exaustos e ansiosos por uma boa sesta.

Sobre o trio, os três actores têm uma qualidade nata que se assemelha à dos seus personagens. Rupert vem de uma grande família, Emma é muito inteligente e nega ser como Hermione, e Daniel é muito honesto com ele mesmo. Eu acho óptimo ver o quanto eles cresceram, não apenas como actores, mas como pessoas. Eles ainda são muito parecidos com as crianças que conheci anos atrás. Eles cresceram e são divertidos, maus, espertos e brilhantes, e eu acho que como actores, os seus trabalhos têm melhorado mais e mais. Eles floresceram.

Quanto à homenagem, é realmente incrível que a toda a saga esteja a ser reconhecida e é um prémio colectivo. Cada filme tem entre 2.000 e 6.000 pessoas a trabalhar nele, então este prémio é para cada uma dessas pessoas. Somos como uma família. "


Numa outra entrevista à Empire, que constitui todo um artigo, o produtor pormenorizou mais detalhes sobre a 2ª Parte de TM, a estrear a 15 de Julho. Abaixo trechos do artigo:

PODERÁS ENCONTRAR PEQUENOS SPOILERS DAQUI PARA A FRENTE

" Entrevistador: Você obviamente encontrou soluções para o final, para as cenas que todos preocupão, a cena de King’s Cross e os flashbacks.
David Heyman: Bem, esta é uma estrutura mais fácil do que a da Parte 1, porque é completamente definida. Quanto à cena de King’s Cross, acho que funciona e é bastante comovente. Nós fizemo-la de uma vez, e depois refizemos alguns pontos porque precisávamos de aperfeiçoar algumas coisas, e estou muito satisfeito do que fizemos. É uma cena muito tranquila, tocante, e acho que fechará a série no ponto certo. O flashback que todos pensam é o flashback de Snape, quando Harry entra no Pensatório para ver a história de Snape, vai ser definido, mas também muito emocionante.


Uma das coisas que eu adoro no trabalho de David Yates é que ele se preocupa muito com a vida das personagens. Sim, há muita acção enquanto a série chega ao fim, há muito 'boom-boom-boom' enquanto chega ao fim, mas ele também tem tempo para a humanidade. O que eu gostei na Parte 1 foi o luxo dos termos de tempo para gastar com os personagens. Mesmo neste, que tem mais acção, há tempo para cobrir isto, o que é óptimo.

E: E sobre a Parte 2? Já existem cortes brutos (cenas inacabadas)?
DH: Tenho tendência a gostar de momentos melancólicos, agradáveis, momentos de silêncio nos filmes. Sim, eu vi um take inacabado. É muito excitante. Sem efeitos especiais, sem música, sem efeitos sonoros, e é muito excitante. Mas ainda é cedo e o filme continua a tomar forma e continuará a tomar forma pelos próximos meses. Acho que vai ser um óptimo fim para a série. Foi uma longa gravação; gravamos mais de 260 dias para este filme. "


Excitado para a 2ª Parte? Quem não está? Começo a pensar que custa menos subir pela primeira vez uma assustadora montanha russa.

FONTE: ActuaLitté e SnitchSeeker

0 comentários:

Enviar um comentário

 
HPImagens | A Magia para os Muggles © 2006-2011 | Desenhado por Trucks, em colaboração com MW3, Broadway Tickets e Distubed Tour [adaptado por Sérgio]